No final das contas, o que importa é o futebol

Muito tenho ouvido, lido e presenciado sobre as boas novas que a direção do Esportivo vem anunciando. Talvez não houve nos últimos anos um grupo de pessoas tão empenhado em tratar o clube da cidade como de fato ele merece. Na última segunda-feira, durante a apresentação do plano de sócios, os papéis inverteram-se e os repórteres locais foram questionados sobre o que estão achando da nova administração. Falou-se sobre erros cometidos no passado. Mas do presente, ninguém lembrou de alguma queixa. Em meio às respostas dos repórteres, Leonardo Magna, diretor do futebol, fugiu um pouco à analogia do que vinha sendo dito.
– Com tudo o que a direção vem fazendo, o futebol terá uma pressão maior do que normalmente teria.
Essa é a pulga atrás da orelha do torcedor. Todas as notícias boas que vêm da Montanha dos Vinhedos têm como consequências diretas o futebol. No entanto, por mais que o clube seja administrativamente organizado e venha a ter um time qualificado, isso às vezes não basta. Olhe o Caxias. Já imaginou o alviazul sofrer um gol no último minuto da partida que vale o acesso e passar mais um ano na Segundona? O risco existe, é real. E isso é o que torna o futebol tão fascinante.
A realidade motivadora e ao mesmo tempo angustiante do alviazul, de conviver com a Segundona, me fez lembrar o trecho de uma música de Vitor Ramil.

“Está tudo certo, tudo muito bem

O avião é surpreendente, eu já vi

Mas a licença não depende só de mim’

Os jornalistas, porta-vozes do torcedor, calaram-se na possibilidade de desabafar contra o que acham estar errado no clube, justamente por não haver nada de errado. Tudo anda bem, tudo anda perfeito. Mas ao mesmo tempo, incerto. O sucesso dentro de campo não depende apenas do sucesso fora dele. Quem dera que o futebol fosse uma sequência lógica.

João Paulo Mileski

Anúncios

11 Comentários

Arquivado em Blog da Corneta

11 Respostas para “No final das contas, o que importa é o futebol

  1. Antonio

    First… a Mídia deve andar junto com o clube, tenho visto muita bobagem sendo dita como a de que “a cobra vai fuma na reunião do conselho” ou a dívida é impagável,isso não leva a nada,isso só gera discórdia, já basta as pessoas da comunidade que trabalham pela dupla grenal,acho isso quase que uma traição com as nossas coisas,nossa bandeira,sim porque quem leva o nome de Bento é o Esportivo e não a dupla grenal. è fácil criticar,quero ver ir lá fazer alguma coisa,nem que seja limpar o gramado como fazia o senhor Geremia,grande torcedor alvi azul,na minha opinião só pode criticar quem é sócio o resto é pó e vento. enquanto houver uma mídia grenal na comunidade o Esportivo vai ficar a margem,criticado porquem não fez e nunca vai fazer nada para que o clube cresça.

    • Torcedor 23

      só espero que tu não seja o Ant.. do sem n…..!
      Pq se for não é isso que tu fala o dia inteiro lá com teus amigos.

  2. Alfredo

    Boa antonio… porem a midia ta ai pra ver todos os pontos da noticia!

  3. Fiel Alvi Azul

    Amigos
    1º – sem organização não se vai a lugar nenhum, ou melhor se vai sim…pro fundo do poço.
    Organização temos…talvez ela represente apenas uma parcela para o objetivo completo que é voltar a 1ª divisão, mas sem ela é que não vamos subir…
    então nada a reclamar.

    2º – se o Clube conseguir bons patrocinios vai trazer bons jogadores e a chance aumenta, e quando todos querem, não ha limites, o clima positivo instalado é bem melhor do que o de miseria “em todos os sentidos” que se tinha antes.

    Mas é uma boa reflexão essa do joão paulo.

  4. Corneta Alviazul

    Tô gostando bastante desta nova direção. Vejo que lá existem pessoas que amam o Esportivo e estão ajudando o clube de alguma forma, seja no marketing, na assessoria de imprensa, no patrimônio, etc.

    O que vejo é jogadores interessados em jogar aqui, pelo projeto apresentado pelo clube. Isso é gratificante, sem dúvidas. Já foi anunciado o aguerrido Camazzola e em breve, Lauro. Dois jogadores que tem muito a contribuir com nossas perspectivas.

    A direção está tentando trazer a comunidade de volta ao estádio. Louvável isso, visto que o campeonato que disputaremos não é dos mais atraentes, mas mesmo assim este pessoal não poupa esforços em prol do Alviazul.

    Mas, como o João disse, futebol é feito de riscos. O Esportivo terá que demonstrar nos gramados que está capacitado para atingir seus objetivos. Isso não significa que a organização extra-campo não seja fundamental. Tudo deve ser conciliado, e no fim colheremos os frutos.

  5. giovani mosconi

    bom caminho estamos seguindo
    o magna falou a coisa certa que o que inporta é futebol mas com organização é bem melhor
    concordo com as cornetas tbm e tem jogadores que pedem pra jogar no esportivo o que nos faz um bom clube para trabalhar

  6. AS

    Por isso o futebol é tão intrigante e emocionante.
    Pode-se investir milhoes e não dar em nada…mas se investir “alguns trocados” com organização, união e vontade de vencer, um time vai longe..
    Sinto isto no “novo Esportivo”!!! Vontade de vencer.
    A direção precisa “contagiar” os jogadoresque estao por vir! O importante é não desistir…. se não subirmos é coisa do futebol, mas o que nao se pode admitir e falta de organização e empenho dos jogadores em campo.
    ESPORTVO AVANTE CONFIANÇA!!!

  7. o dono da verdade

    Meu maior medo é virarmos um novo Pelotas. Investiam muito, tinham mídia e sempre morriam na praia, ficaram no limbo de 2005 até 2009.

  8. Torcedor 23

    Essa é a nossa imprensa! Se ta tudo bem – ta ruim pq está tudo bem, se tudo vai mal – ta ruim pq vai mal!!!

    o que vocês querem mesmo e ter notícia!!!!
    Faz parte!

    Até qundo vamos ter que aturar aquela corja do “sem n…… (nada) na rádio???

  9. LUIZ P

    Estou levando fé nessa turma que compõe a Diretoria. Sou amigo de quase todos (inclusive do Oscar) e acho que as ações que estão sendo feitas nem de perto lembram as bravatas do ex-Sperotto. São calculadas e tem tudo para dar certo. Meus parabéns para nós torcedores.

  10. carlos brun

    sempre teve diretoria séria no esportivo
    kkkkkkkkkkkk
    isso escuto faz tempo.
    esse ano!
    o torcedor quer time.
    não patrimônio.
    mas infelizmente
    é só que vejo.
    o esportivo precisa de tempo
    pra entrosar essa galera de fora contratada
    será que vai dar certo
    vamos torcer
    sou incansável.
    a chave é difícil.
    não vejo nem um
    considerado fraco
    a maioria com tradição.
    osso duro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s