Confiança

Qualquer relacionamento só sobrevive com confiança. Aqui em Bento Gonçalves, Esporte e Poder Público sempre foi um casamento conturbado. Uns dizem que é a crise financeira que acaba com a relação. Outros dizem que é por causa da falta de afinidade. Enfim, todos os anos é essa melancolia toda em torno de entidades, clubes, projetos e promessas. É fato de que o Clube Esportivo, símbolo maior de Bento Gonçalves, vem sendo visto em segundo plano neste contexto todo. O clube está perdendo a grife e isso acaba passando para o Estado e para o Brasil. E Bento, como sociedade púlbica e privada, nada está fazendo além de contar com a ajuda voluntária de um grupo seleto de pessoas. Quem tem o poder, não mexe os pauzinhos, e apenas assiste à tragédia alviazul comendo amendoim.

Não falo só de grana, mas de parceria, aproximação. O alviazul e a prefeitura precisam urgentemente de uma terapia de casais.  Aí  entra a ‘amante’ dupla Gre-Nal, que chega na maior marra e ganha a prioridade por aqui. Nada contra os adeptos da poligamia, mas que o melhores presentes sejam para a matriz, oras…É bem verdade,  um clube deve sempre perseguir a independência, ter um projeto que não dependa da boa vontade de governantes. Ter sua própria fonte de renda é importante. Mas é bom lembrar que o Esportivo é patrimônio da cidade. Por conseguinte, os seus habitantes assim como seus governantes, devem zelar por ele.

O Bento Vôlei, outro carro chefe da cidade, que vislumbrava uma mídia espontânea gigantesca com a Superliga, sucumbiu logo na melhor edição de todos os tempos. É um mistério. O povo ainda se pergunta porque os patrocinadores se afastaram. Vejamos o Nostra Itália. O maior campeonato do interior da cidade sofre com a dependência do Poder Público. A competição, que já está na 6ª rodada, ainda não recebeu a verba da prefeitura para as despesas. A empresa que faz a arbitragem está trabalhando sem nem um valezinho sequer, embora a verba já tenha sido aprovada (nesta semana) na Câmara. Mas a burocracia é grande para o dinheiro chegar efetivamente na mão da organização, que este ano está estipulado em R$ 52 mil.  Há rumores de que a secretaria de esportes irá fazer licitação para o Nostra Itália 2011 em razão da desconfiança do destino dos recursos.

Outros projetos esportivos estão sendo liberados aos poucos. Deveriam receber a verba em março, mas a burocracia atravancou o processo. É tudo política. Os vereadores só liberam um projeto em troca de outra liberação de verba da prefeitura para alguma entidade para algum fim, que garantem os preciosos votos em uma eleições. E por aí vai. Todos já sabem como funciona.

Mas o que eu quero chegar é: quando vamos ter a certeza que teremos SEQUÊNCIA nas ações esportivas?  Como podemos ter uma relação de confiança se vivemos numa verdadeira prostituição de interesses? Perguntas seguem sem respostas.

Gustavo Bottega

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Blog da Corneta

7 Respostas para “Confiança

  1. Antonio Paulo

    po cara não faz pergunta dificil.

  2. Torcedor 23

    Bottega, muito boa essa matéria. Vou respondê-la em partes de acordo com o que penso sobre o assunto.
    Quando tu fala em confiança ao clube Esportivo eu te respondo que o clube hoje paga pelos erros e quebras de confiança existentes no passado (algumas pessoas construiram prédios com dinheiro do clube) e erros do presente (não prestam contas de nehum tipo de dinheiro que entra no clube).
    Quando tu falas em parceria, acho ótimo, mas também comento que 90% de todas as materias impressas e faladas na nossa cidade, são para meter o pau e falar mau das entidades – é só pegar os jornais e ouvir as rádios. ( a radio que não recebe $$ para determinado evento mete pau e vice versa) Esse é o grande problema de nossa cidade!
    Quanto aos outros esportes, tem alguns muito novos que já estão se destacando, ainda é cedo para comentar. O volei tem um projeto social muito bonito, vi as crianças sempre nos desfiles de 7 de setembro e tenho acompanhado pelos jornais – (acredito que os outros esportes poderiam seguir alguns exemplos de organização do volei).
    As copas de futebol amador (de amador nao tem nada) são uma vergonha, só querem $$ público e muito $$ e nao prestam conta também isso que é o pior. Não sei onde anda a fiscalização disso!!!!

    Quanto aos outros projetos públicos que citaste, esses sim concordo plenamente com a “PROSTITUIÇÃO” dos veradores. Não podemos esperar outras coisas senão isso.

    • Torcedor 23, é verdade o que você colocou sobre não prestar contas. A gente sabe de muito furo, e falcatruas que equipes fazem ilegalmente. Mas nós da imprensa estamos com rabo preso pois dependemos destas pessoas que são nossas fontes. Só respondendo em relação ao $$. Pelo menos eu, no Semanário, nunca recebi nem um centavo de clubes para divulgar suas matérias, até porque tem apelo público. Apenas cobra-se quando aparece o nome dos patrocinadores, a pedido dos mesmos. Abraço

      • Torcedor 23

        Acredito que não tenhas recebido nenhum $$. Mas acredito também que tenha tentado escrever alguma coisa diferente e tenha sido barrado por seus superiores – Estes RECEBEM SIM!
        Quantas vezes eu já ouvi… “a ordem veio de cima”

  3. JONAS

    Toda a explanação do Bottega é o retrato fiel do que muita gente pensa: Os esportes da cidade em relação ao poder publico estão dependendo de quantias muito além da vontade ( ou má vontade ) dos comandados pelo Sr. Alcaide e regidos por interêsses bem definidos da área política. Todo o pedido de auxílio é triado por uma comissão (sic) que está mais direcionada para coisas abstratas (como shows da especialidade de um secretário) chamada eufemisticamente “cultura” que é um canal fantástico para desvio de verbas pois qualquer espetáculo não pode ser avaliado pela simples razão que um pagodeiro é comparado a uma orquestra sinfonica e podem cobrar x e receber Y. O Esportivo só está na memória do passado pois o ultimo feito foi a copa RS e não tem pessoas de gabarito da época para continuar e os que estão desprezam os mais antigos o que está provocando uma debandada de conselheiros e torcedores. O volei pelo menos tem uma base que está funcionando e pessoas interessadas em ajudar. Os outros esportes não sobrevivem senão pelas migalhas que receber do poder público. Não é pessimismo é constatação.

  4. ric

    Torcedor 23 você acertou na mosca. Quando fala que se você não põe $$$$$$ na mão dos cara eles detonam. Aí etá a resposta que muitos querem saber. Porque ninguém quer ser presidente do esportivo ?

  5. Corneta Alviazul

    E a reunião de ontem? O que foi acordado?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s