Na estaca zero

Nova direção do Esportivo comemorou os 91 anos de fundação

O Esportivo irá começar do zero. Essa foi a sensação dos repórteres que foram à primeira coletiva da nova direção do Clube Esportivo. Apesar da desconfiança da torcida perante os dois remanescentes (Oscar Cobalchini e Raquete), dá pra se dizer que o grupo parece comprometido e o melhor, preparado para as funções no clube. O cenário muda a partir da credibilidade e simplicidade de Gilberto Durante, que administra a rede de hotéis Dall’Onder, e nas horas de folga comanda o time amador Náutico, aqui de Bento. No marketing, aparece a experiência do publicitário Eduardo Ferretti que ganha o reforço de  Jocimara Nunes, que retorna ao clube. As escolinhas estarão a cargo de Nelson Maragno, com formação em marketing, gestão administrativa e RP. Maragno já me disse que irá fazer um pequeno tour pelo Beira-Rio para conhecer a fórmula para formar jogadores.

Enfim, o Esportivo ganha gás novo, mas  com experiência. O primeiro passo  é focar na estrutura no estádio (teriam cerca de R$ 650 mil para investir) A previsão é fazer um campo suplementar até outubro para retornar com os trabalhos das bases. Simultaneamente, o grupo quer ir atrás do planejamento na Segundona.

Alviazul na Elite em 2011?

Existe uma possibilidade, mesmo que muito remota, do clube voltar à primeira divisão, entrando no lugar do Universidade (Ulbra). A equipe de Canoas estaria endividada e poderia seder a vaga ao alviazul, que terminou em penúltimo neste Gauchão, na frente do Avenida.  “Só depende da Ulbra”, disse o presidente Oscar Cobalchini que já teria o aval da Federação Gaúcha de Futebol. Fica a pergunta no ar: não seria mais justa ganhar a vaga suando a camiseta?

Saúde financeira

Conforme o presidente Cobalchini, o clube está com as contas em dia, e tem verba em caixa para investir na estrutura (cerca de R$ 650 mil). “Posso dizer que hoje o clube não deve mais para ninguém”, afirmou ele. Conforme o presidente, o custo de manutenção do clube atual gira em torno de R$ 35 mil. A receita está em torno de R$ 30 mil dos planos de sócios, somando com R$ 8 mil de publicidade no estádio e R$ 10 mil de patrocínios.

Gustavo Bottega

Anúncios

30 Comentários

Arquivado em Blog da Corneta

30 Respostas para “Na estaca zero

  1. Estrangeiro

    Enquanto o R.. faz graça falando que eu apoio o Esportivo de Marte, eu aproveito o momento da divulgação das receitas parciais do Esportivo pra dizer que baseado na média brasileira entre os clubes de futebol, o Esportivo deveria estar arrecadando:

    Direiros de TV – 27%
    Transferências de atletas- 21%
    Patrocínio e Publicidade – 16%
    Social/Amadores – 14%
    Bilheteria – 12%
    Outras Receitas – 10%

    Seguindo o modelo europeu (o Atlético-PR é o único clube do Brasil q utiliza esse modelo, que deveria ser adotado por todos os outros clubes do Brasil) os clubes e especialistas de lá não não consideram em suas análises financeiras, as receitas de transferências de atletas como operacionais, entendendo que devem ser consideradas à parte ao se abordar o faturamento de um clube. Receita operacional do futebol é aquela gerada pela atração que o time exerce junto a telespectadores e torcedores, junto a anunciantes, revertendo em receitas possíveis de serem planejadas e executadas ano a ano, dentro de um planejamento de médio e longo prazo. Esse planejamento não é possível com transferências, simplesmente por ser muito variável, sendo assim eliminando esse quesito, o percentual de cada receita ficaria:

    Direitos de TV – 34%
    Patrocínio e Publicidade – 20%
    Social/Amadores – 18%
    Bilheteria – 15%
    Outras Receitas – 13%

    Sendo assim, o Esportivo deveria estar gerando uma receita mensal de R$165.000,00, divididos assim:

    Direiros de TV – R$ 56.000,00
    Patrocínio e Publicidade – R$ 33.000,00
    Social/Amadores – R$ 30.000,00
    Bilheteria – R$ 25.000,00
    Outras Receitas – R$ 21.000,00

    Nota-se que os números acima são irreais, uma vez que o Esportivo não deve ganhar mais de R$600 mil por ano em cotas de televisão, e também sabemos que o Esportivo está deixando de ganhar em torno de R$180 mil anuais (R$ 15 mil mensais é a diferença de R$ 18mil arrecadados contra os R$ 33mil que deveriam ser arrecadados) com publicidade e patrocínio. Também acho q o Esportivo não arrecada o que deveria com bilheteria (também conhecida na Europa como RECEITA de MATCHDAY – inclui a receita da venda de ingressos, bem como tudo o q é arrecadado nas vendas de bebidas e comidas, bem como em material esportivo em dia de jogo na loja do clube).

    Baseado nos dados publicados, eu acredito que o Esportivo deve estar no momento facturando em torno de R$80mil a R$90mil mensais (dividindo a cota de TV recebida da RBS num período de um ano). Sendo assim, se de acordo com o Cobalchini, se despesa mensal gira em torno de R$35mil, o Esportivo deve estar arrecadando aproximadamente R$600mil anuais. Pergunta-se pra onde vai (ou foi) esse dinheiro? Alguém viu a prestação de contas? Se o Esportivo conseguir aumentar as suas receitas de acordo com o modelo Europeu apresentado acima, vamos estar caminhando para dias muitos melhores. Cabe a essa diretoria colocar isso em prática. Boa Sorte!

    • Bela explanação Estrangeiro, porém essa despesa de R$35 mil mencionada pelo Cobalchini é só de manutenção de estádio, funcionários, etc.. Os gastos do momento. Não conta o futebol profissional. abs!

      • Estrangeiro

        Entendido Bottega. Digamos que a folha salarial seja de R$50mil mensais ou R$600mil anuais, mesmo assim, o Esportivo deveria estar faturando quase R$100mil por ano, no mínimo. Com um melhor planejamento, um aumento na venda de produtos, um incremento na cota de televisão (tem que negociar algo melhor do que foi recibido no passado, se não estou equivocado como uma cota do Banrisul em pro Gauchão 2010) e patrocínio, o potencial de faturamento seria de no mínimo 5 vezes o atual. Imagina o Esportivo tendo faturamento líquido mínimo de R$500mil anual? Agradeço a oportunidade que este blog permite para discutir educadamente esses assuntos relacionados ao nosso querido Esportivo.

  2. Estrangeiro

    Se pensarmos que as receitas de patrocínio e publicidade estão intimamente ligadas à exposição da marca pela televisão, veremos que o peso dessa mídia é enorme. Sua melhor contrapartida seria uma forte receita gerada pela atividade-fim de um clube de futebol: a renda proporcionada pelos jogos, que no Brasil ainda está no estágio “bilheteria”, mas deveria estar no conceito Europeu de MATCHDAY.

    Em algum momento vamos evoluir de “bilheteria” para “matchday”, agregando valor à simples venda do ingresso, através do consumo dentro do estádio, todo ele tendo parte da receita direcionada para o clube. Para isso, entretanto, necessitamos estádios melhores e dirigentes que enxerguem o torcedor como consumidor de bens e serviços e não como uma vaca leiteira com a missão de fornecer muito leite e nada recebendo em troca, sequer ração de boa qualidade.

    Nosso atraso nasce nas mentalidades atrasadas e acomodadas de quem dirige nosso futebol. Um clube de futebol – repito: de futebol – deve procurar o equilíbrio tanto na sua formação e atuação nos gramados, como na origem de suas receitas, sem ficar excessivamente dependente de qualquer uma delas: direitos de TV, marketing e receitas de jogos.

    Como nossos balanços são pouco informativos, para ser elegante, as receitas com licenciamento, que fazem parte do marketing, estão dentro do item “Outras” nesse estudo. Essa é outra fonte que deve e precisa crescer, tanto em volume próprio como na participação desse volume sobre o total faturado pelos clubes.

    • Torcedor de coração

      Li atentamente as colocações do estrangeiro a respeito das eleições e achei muito pertinentes as colocações. No entanto, em relação a forma de administrar/arrecadas dinheiro para o Clube, acho que está muito longe da realidade. Experimenta colocar em prática essas idéias. Sem apoio da comunidade tu não consegue nada. Quando tu vai pedir patrocínio para o Esportivo ninguém quer te ver na frente. É pior que pedir esmolas. E tem mais, estamos no Brasil, não na Europa. E o Atlético Paranaense não é paradigma. Além de estar na primeira divisão, por enquanto, tem uma torcida muito mais numerosa do que a do Esportivo. Quem sabe usemos como paradigma o Veranópolis? eheheheheh É cômico, mas a quantos anos apanhamos dos caras eheheheh?

  3. jaime

    Pensa um cara q fala esse Estrangeiro…

    Mas os dados são conscientes, porém a nivel de Esportivo, irreais, até porque nao temos mais cotas de TV.

  4. Antenor

    Peraí, tão de sacanagem

    “(teriam cerca de R$ 650 mil para investir) ”

    Nao eram 750?

    Ou seja, venderam o patrimonio de mais de um milhao e o dinheiro foi sumindo…

    • Antenor, na verdade o valor inicial era R$ 1,8 milhões (da venda do imóvel) Foi gasto para tapar o furo de outras gestões e dívidas, folha atrasada, Inss,… Foi o que sobrou.

      • Antenor

        Mas quanto tempo ficaram pagando essas dívidas? Até um mês atrás nao era 750 mil que estava em caixa?

  5. ANTÔNIO

    começar do zero??fui a reunião,pelo que foi nos passado as pessoas eleitas tinham muita experiencia,mas pelo que se comenta aqui as pessoas que foram eleitas não tem tanta experiencia assim.Nelson Maragno,formado em marketing ,RP.TRABALHANDO NAS CATEGORIAS DE BASE …agora pude perceber o quanto essa chapa que foi formada as pressas…
    Mais uma …qualquer um pode ir olhar as categorias de base do inter e só marcar e ir…mas se a receita estivesse tão acessivel o inter não estaria onde está hj…

  6. Torcedor 23

    E a prestação de contas??? onde fica?
    Falam em números “extraordinários” mas querem começar do zero.
    Onde está a fiscalização?
    Vejam quanto o esportivo recebeu esse ano do poder público? olhem na pagina da câmara de vereadores os auxilios que o esportivo recebeu. Ninguém presta conta de nada, essa é a grande verdade.

    • WW

      -R$ 30.000,00 foi liberado pela camara de vereadores, só, mas o clube não recebeu ainda, esse valor era para pagar a disputa do Junior que ja terminou faz dois meses, vocês podem acompanhar pelo site de câmara de vereadores os valores aprovados, Rugby, ja recebeu muito mais que isso em auxilio da prefeitura, isso que não tem a tradiçao de 91 anos do Esportivo.

      http://www.camarabento.rs.gov.br/ordem-do-dia

      -O ano passado que o Scussel era presidente e era político o Lunelli deu R$ 70.000,00 e esse ano que não tinha nenhum político deu R$ 30.000,00, estranho essa matemática.

      • Antenor

        esse ano foi prometido 300 mil e nem o cheiro veio. Taí o rebaixamento agora!!!

  7. WW

    -Só para complementar os valores recebidos pela prefeitura são auditados pelo Ministério Público e Procuradoria, o negócio não é tão simples assim como vocês pensam. E por sinal, ainda bem, esta cada vez mais complicado, a coisa tem que ser séria.

    • Torcedor de coração

      Não confundam a Fundação Clube Esportivo com o Clube Esportivo. O Clube não é auditado pelo Ministério Público, apenas a Fundação. Na prática o grosso dos valores do Clube, como a venda do imóvel, não passa pelo Ministério Público. Quando foi vendido o imóvel ficou combinado em Assembléia que os valores seriam para investimento e para pagar dívidas. Pois bem. O valor da venda foi de aproximadamente 2 milhões de reais e alguem pode me dizer quais foram os investimentos substanciais na estrutura do clube, como anunciaram? NADA. Foi só para pagar dívidas. Mas o pior não é isso. Se ainda pagassem as dívidas para botar a casa em dia e depois a coisa iria pra frente, ainda tudo bem. Mas não é assim. O que ocorre no Clube é que tem ou tinha uns loucos que acham magnífico gastar o dinheiro público. Deveriam ter uma máquina caça níquel só pra eles, pois é facil brincar com o dinheiro dos outros sem ter que gastar nada.

  8. WW

    -Torcedor de Coração, concordo com vc quanto aos valores da venda do imóvel, só achei estranho vc dizer que tinha uns loucos querendo gastar o dinheiro público, o que eu disse anteriormente é que o dinheiro que é liberado pelo poder público é auditado, não é assim simples, não é qualquer louco que vai sair assim gastando.
    -E outra, se tem loucos querendo dinheiro público no Esportivo então tem no Rugby, no vôlei, no futsal, ou, só o Esportivo é louco por dinheiro do poder público, ou só eles tem direito, o ESPORTIVO não.
    -Acredito que se tem verba para um tipo de esporte, se essa verba é pública tem que ser para todos, não só para um esporte, e é claro que essa liberação de verba tem que ser muito bem auditada.
    -Hoje o poder público libera verba até para a Copa SALINI de futsal, que é isso, uma copa que leva nome de um cara que é metido na política.
    -Se achamos que não temos que liberar, então vamos na câmara nas sessões que tem esse tipo de verba e vamos nos manifestar, não adianta meter o pau depois.

  9. Torcedor 23

    Se tudo isso que vocês dizem é verdade!!!!
    Porque então a diretoria nã apresenta essa prestação de contas que foi prometida para o ano passado ainda????

    E por outro lado onde está a fiscalização do MP????

  10. WW

    -A prestação de contas foi feito em assembléia, quem não aprovou a divulgação dela para a imprensa foi os membros do conselho.
    -A fiscalização desculpe, é da Procuradoria e não da MP junto a prefeitura, para verificar se as verbas repassadas as entidades foram aplicadas para aquilo que se destinavam, e para verificar a idoneidade das entidades que a receberam .
    -Aliás para receber verba do poder público a entidade deve estar em dia com todas as negativas, receita federal, inss, fgts, prefeitura e procuradoria federal, e se o Esportivo esta recebendo verba é sinal que esta com as negativas em dia. Isso é um indicador que os impostos estão em dia, independente se for impostos ou parcelamento de impostos.

    • Antenor

      Foi dito e que seria divulgado trimestralmente NA IMPRENSA!!!!!!!!!!

      É só procurar os jornais antigos!

      • pedro

        concordo com o Antenor,não divulgam por muitos motivos…qual assembleia não liberou???a ultima com 50 conselheiros ou aquela assembleia de cinco conselheiros????????????????????????????????estranho né…

  11. Torcedor 23

    volto a perguntar!!!! Se tudo está bem, tudo está correto, pq não divulgar?? pq ninguém quer assumir? Pq tudo é feito às escuras??
    tem coisas que não entendo. Se tudo está bem e com $$ em caixa pq ninguém quer tomar a frente do clube????
    E o $$ que não é público, quam prestou conta dele e quando????????

    • Torcedor de coração

      Vou ser curto e grosso, Torcedor 23. Não prestam contas porque nem sabem quais são as contas. E não confundam com as contas que o Ministério Público audita. Porque estas são da Fundação Clube Esportivo. Não são do futebol profissional. Um dia desses quando estiver mais inspirado te explico bem como funciona a contabilidade do clube e quais são as diferenças da Fundação e do Clube Esportivo. Vai ser uma estorinha bem interessante rsssss

  12. Torcedor de coração

    WW, não sou contra destinar verbas para o Esportivo, apenas sou contra jogar dinheiro pela janela. Pergunto: se você fosse empresário, talvez seja, você teria dado um tostão furado, para não ir muito longe, para as duas últimas diretorias do Esportivo? Muito provavelmente não, porque não mereciam receber dinheiro pela forma como administratam o clube. O que eu quiz dizer no comentário anterior é que tem pessoas que se intitulavam dirigentes que se portavam como viciados em caça níquel. Na prática, não tinham nada de dirigentes, pois jogavam o dinheiro pela janela do clube. E me desculpem aqueles que entraram na diretoria que tomou posse de boa fé, pois como comentei anteriormente, a coisa não mudou muito no Esportivo, pois nos postos chave a coisa continua a mesma.

  13. Torcedor 23

    Ô trio da corneta. Vamos colocar notícia nova pra cornetear!!!! Estão de férias???

  14. Estrangeiro

    Vira e mexe, passa ano e a história do nosso Tivo é sempre a mesma: falta pessoal capacitado, profissionalismo, honestidade e vergonha na cara…

  15. Rubro Negro

    Pelo menos eu que sou torcedor do flamenguinho tenho jogo pra assistir…

  16. Leonardo A Brandelli (OPOSIÇÃO)

    Leiam a coluna do Gerson na Gazzetta de Hoje.

    Vale a pena.

    É disso que precisamos uma imprensa que cobre.

    • EX

      Leonardo tens razão. A imprensa que não recebe informação não pode apoiar nem divulgar. Pergunta? Assessor de imprensa não seria para fazer de conta que divulga somente aquilo que é mandado? Esses caras não são simpáticos e querem a foto de outro para aparecer. Também me tornei da oposição por isso.

    • Torcedor 23

      Esse Gerson é outro que quando não dão $$$ ele mete pau e diz que está tudo errado.
      Não da para acreditar muito. Acho que pediu $$ não deram pra ele e ele baixa o sarrafo!

      • marcão

        Este Gerson é o mesmo que publica todos os editais do esportivo e eventualmente desconta de suas mensalidades no Clube do qual é sócio, senão não cobra nada e ainda paga mensalidade. Conheço ele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s